sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Salutar Forma de Vida

"Segue, pois, esta sã e salutar forma de vida: concede ao corpo apenas o que for suficiente para um bom estado de saúde. É necessário tratá-lo com severidade para que não desobedeça à mente: a comida deve alcançar a fome , o beber, a sede, as roupas devem proteger do frio, a casa ser abrigo contra o mau tempo. Não importa se foi construída com taipa ou com mármore importado: saiba que um teto de palha abriga o homem tão bem quanto o de ouro. Despreza tudo o que um trabalho supérfluo estabelece como enfeite e requinte; pensa que nada é extraordinário a não ser a alma e que, para uma alma grande, nada é grande". 

(SÊNECA, Aprendendo a Viver,  2013, p. 18).